jusbrasil.com.br
28 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT: 000XXXX-61.2019.8.11.0064 MT

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
há 2 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

0000931-61.2019.8.11.0064 MT

Órgão Julgador

Primeira Câmara Criminal

Publicação

28/10/2020

Julgamento

20 de Outubro de 2020

Relator

MARCOS MACHADO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA
APELAÇÕES CRIMINAIS – ROUBO MAJORADO [CONCURSO DE PESSOAS, RESTRIÇÃO À LIBERDADE DAS VÍTIMAS E EMPREGO DE ARMA DE FOGO] E CORRUPÇÃO DE MENORSENTENÇA CONDENATÓRIAPRIMEIRO APELANTE – “AUSÊNCIA DE PROVA CABAL APTA A ENSEJAR CONDENAÇÃO” POR ROUBO E CORRUPÇÃO DE MENOR E AFASTAMENTO DO CONCURSO FORMAL DE CRIMES DO ROUBO – PEDIDO DE ABSOLVIÇÃO DOS DELITOS, SUBSIDIARIAMENTE REDUÇÃO DAS PENASSEGUNDO E TERCEIRO APELANTESFALTA DE PROVAS PARA CONDENAÇÃO POR CORRUPÇÃO DE MENORPLEITOS DE ABSOLVIÇÃOSUPORTE LOGÍSTICO DO PRIMEIRO APELANTE AOS EXECUTORES DO ROUBODEPOIMENTOS DA VÍTIMA E DOS POLICIAISDELAÇÃO EXTRAJUDICIALESCUSA APRESENTADA NÃO COMPROVADAAUTORIA DO ROUBO DEMONSTRADAACÓRDÃOS DO TJMTPRETENSÃO ABSOLUTÓRIA DO ROUBO DO PRIMEIRO APELANTE IMPROCEDENTECORRUPÇÃO DE MENORADOLESCENTE INFRATOREXECUTOR DIRETO DO ROUBORECONHECIMENTO PELAS VÍTIMASPRISÃO EM FLAGRANTE AO CONDUZIR O VEÍCULO ROUBADODELITO FORMAL – SÚMULA 500 DO STJ – PREMISSA DO TJMTCRIME CONFIGURADOCONDENAÇÕES DOS APELANTES POR CORRUPÇÃO DE MENOR PRESERVADASDOSIMETRIA DO PRIMEIRO APELANTECONCURSO FORMAL DO ROUBO – PATRIMÔNIO ÚNICO [DA UNIDADE FAMILIAR] – JULGADO DO TJMTINAPLICABILIDADE – RECURSO DO PRIMEIRO APELANTE PROVIDO PARCIALMENTE PARA READEQUAR AS PENAS – RECURSOS DO SEGUNDO E TERCEIRO APELANTES DESPROVIDOS.


A negativa da autoria do ato criminoso, dissociada de qualquer elemento probatório, não pode ser considerada para fins de absolvição, “máxime quando a prática do delito está demonstrada, de modo irrefutável, pelas palavras das vítimas e pelos demais elementos de provas produzidos na instrução processual” (TJMT, AP nº 65657/2018).
Nos crimes contra o patrimônio, as palavras das vítimas, coerentes e em consonância com os testemunhos policiais, apresenta-se idônea para fundamentar a condenação (TJMT, AP nº 142679/2017).
As diligências investigativas, as declarações dos agentes policiais, somadas à delação extrajudicial dos apelantes e ao reconhecimento pelas vítimas, mostram-se suficientes para demonstrar a autoria do roubo (TJMT, AP N.U 0022356-44.2016.8.11.0002).
A corrupção de menor caracteriza-se “independente da prova da efetiva corrupção, por se tratar de delito formal” (STJ, Súmula 500).
O envolvimento de criança ou adolescente com sujeito penalmente responsável, por si só, configura o delito previsto no art. 244-B do ECA (TJMT, AP N.U 0013538-43.2018.8.11.0064; AP N.U 0000418-21.2016.8.11.0025).
A regra do concurso de crimes revela-se inaplicável quando evidenciado que a conduta do agente visava atingir patrimônio único [da unidade familiar], ainda que, durante a execução do crime, haja violência ou grave ameaça contra mais de uma pessoa (TJMT, AP N.U 0019353-86.2013.8.11.0000).
Disponível em: https://tj-mt.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1119855219/9316120198110064-mt

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Notíciashá 8 anos

Ocorre crime único se bens roubados estão sob os cuidados da mesma pessoa

Tribunal de Justiça de Goiás
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça de Goiás TJ-GO - PROCESSO CRIMINAL -> Recursos -> Apelação Criminal: 004XXXX-52.2019.8.09.0064 GOIANIRA

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF - Apelação Criminal: APR 20130310155700

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC 659826 RJ 2021/0111051-7

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 4 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 1767688 GO 2018/0244706-8