jusbrasil.com.br
26 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT: 0000988-96.2013.8.11.0094 MT

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
há 9 meses

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

Primeira Câmara Criminal

Publicação

10/09/2021

Julgamento

7 de Setembro de 2021

Relator

PAULO DA CUNHA
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

ESTADO DE MATO GROSSO
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA
GABINETE DO DES. PAULO DA CUNHA
GABINETE DO DES. PAULO DA CUNHA
APELAÇÃO CRIMINAL (417)
APELANTE: WALMIR BARRETO, PERCIVAL CARDOSO NOBREGA
APELADO: ESTADO DE MATO GROSSO

- PROCURADORIA GERAL DA JUSTIÇA
EMENTA
APELAÇÃO CRIMINAL – CRIME DE RESPONSABILIDADE DE PREFEITO MUNICIPAL (ART. , INCISO I, DO DECRETO-LEI Nº 201/67)– IRRESIGNAÇÃO DEFENSIVAPEDIDO COMUM DE ABSOLVIÇÃOAUSÊNCIA DE DOLOIMPROCEDÊNCIA – DOLO DE SE APROPRIAR E DE DESVIAR BENS PÚBLICOS EXTRAÍDOS DOS ELEMENTOS DE PROVA COLHIDOS NA INSTRUÇÃO CRIMINAL – EXISTÊNCIA DE PROVAS INCONTESTES DE AUTORIA E MATERIALIDADE DELITIVASRECURSO DE WALMIR BARRETO – AFASTAMENTO DE PENA ACESSÓRIA DE PERDA DE CARGO OU FUNÇÃO PÚBLICA E INABILITAÇÃO POR 05 (CINCO) ANOS (ART. , § 2º, DECRETO-LEI Nº 201/67)– POSSIBILIDADEMEDIDA DESPROPORCIONALEXTENSÃO EX OFFICIO AO CORRÉU – ART. 580 DO CPPRECURSO DE PERCIVAL CARDOSO NÓBREGA – PEDIDO DE ABSOLVIÇÃO POR INSUFICIÊNCIA DE PROVAS DA AUTORIA E MATERIALIDADE DELITIVAS – MATERIAL DEVOLVIDO PELA PREFEITURA PARA PAGAMENTO DE EMPRÉSTIMOIMPROCEDÊNCIACOMPROVADA A PRÁTICA DE CRIME DE RESPONSABILIDADE DE PREFEITOTESE DE ERRO DE PROIBIÇÃOINAPLICABILIDADEEXCLUDENTE NÃO COMPROVADA – MERA ALEGAÇÃO DE DESCONHECIMENTO DA ILICITUDE NÃO EXIME O APELANTE DE SUA RESPONSABILIDADE – DESCLASSIFICAÇÃO PARA PECULATO CULPOSO (ART. 312, § 2º, DO CP) OU PARA O TIPO PENAL DE ORDENAR OU EFETUAR DESPESAS NÃO AUTORIZADAS POR LEI (ART. , INCISO V, DO DECRETO-LEI Nº 201/67)– IMPOSSBILIDADECRIME PRÓPRIOCONDUTA QUE SE SUBSUME AO TIPO PENAL IMPUTADO AOS APELANTES NA INICIALRECOMENDAÇÃO DA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇAAPLICAÇÃO DO ARREPENDIMENTO POSTERIOR – ART. 16 DO CP – PENAS READEQUADAS E SUBSTITUIÇÃO POR UMA RESTRITIVA DE DIREITOS A SER DEFINIDA PELO JUÍZO DA EXECUÇÃO PENAL – APELO DE WALMIR BARRETO PARCIALMENTE PROVIDO E APELO DE PERCIVAL CARDOSO NÓBREGA NÃO PROVIDO EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL.
Não há falar-se em absolvição do crime de responsabilidade previsto no art. , inciso I, do Decreto-lei nº 201/67, seja por ausência de dolo ou por insuficiência de provas, quando o contexto probatório formado pelas provas testemunhais, bem como pelas contradições extraídas das versões dadas pelos acusados, respaldarem a tese acusatória.
Inadmissível o reconhecimento do erro de proibição quando inexistem circunstâncias a demonstrar que o agente não tinha condições de compreender o caráter ilícito do ato.
“A perda do cargo e a inabilitação para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, pelo prazo de 5 anos, sanções previstas no § 2º do art. do Decreto-Lei nº 201/67, não são efeitos automáticos da condenação, devendo, o juiz, fundamentar a necessidade da medida, quando for o caso de aplicá-la, levando em consideração o alcance do dano causado, a natureza do fato, as condições pessoais dos agentes, dentre outras circunstâncias.” (N.U 0000541-12.2013.8.11.0029, RONDON BASSIL DOWER FILHO, SEGUNDA CÂMARA CRIMINAL, Julgado em 08/06/2016, Publicado no DJE 21/06/2016).
Ante a reparação do dano em dia posterior aos fatos e atendidos os requisitos previstos no art. 16, do Código Penal, possível a aplicação da causa genérica de diminuição de pena do arrependimento posterior, na fração de 1/2 (metade), com a posterior substituição das penas aplicadas aos recorrentes por uma restritiva de direitos a ser definida pelo Juízo da Execução Penal.
Disponível em: https://tj-mt.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1284969287/9889620138110094-mt

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT - Apelação: APL 0000541-12.2013.8.11.0029 MT

Jurisprudênciahá 15 anos

Tribunal de Justiça do Maranhão TJ-MA - DENÚNCIA: DEN 193802006 MA

Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça da Paraíba TJ-PB: 0000707-47.2018.8.15.0000 PB

Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Jurisprudênciahá 15 anos

Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 - Ação Penal Pública: APN 121 PB 2000.82.01.003609-8

Tribunal de Justiça do Amazonas
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal de Justiça do Amazonas TJ-AM - Procedimento Investigatório Criminal (PIC-MP): 4004305-78.2017.8.04.0000 AM 4004305-78.2017.8.04.0000