jusbrasil.com.br
15 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT - Apelação: APL XXXXX-28.2017.8.11.0055 MT

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
há 4 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL

Publicação

Julgamento

Relator

DES. PAULO DA CUNHA

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-MT_APL_00146232820178110055438002018_a530b.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÕES CRIMINAISCRIME DE ROUBO QUALIFICADO – ARTIGO 157, § 2º, INCISOS I E II, DO CÓDIGO PENALRECURSO DE JEFFERSON FRANCISCO LOPESPRELIMINARDIREITO DE RECORRER EM LIBERDADEIMPOSSIBILIDADEMOTIVAÇÃO EM ELEMENTOS CONCRETOS – ARTIGO 312 DO CÓDIGO DE PROCESSO PENALGARANTIA DA ORDEM PÚBLICAPERICULOSIDADE DO APELANTEPOSSIBILIDADE DE REITERAÇÃO DELITIVAMÉRITOPRETENSA MINORAÇÃO DA PENA-BASE E INTERMEDIÁRIA – MAUS ANTECEDENTES E CONDUTA SOCIAL QUE NÃO FORAM VALORADOS NEGATIVAMENTE – ATENUANTE DE CONFISSÃO RECONHECIDA PELO JUIZ DA CAUSAPEDIDOS ANALISADOS DE FORMA FAVORÁVEL AO RÉUPLEITOS PREJUDICADOSRECURSO DE LEANDRO DE OLIVEIRA ALVESREDUÇÃO DA BASILARCULPABILIDADEVIOLÊNCIA EXACERBADAEXTRAPOLA O TIPO PENALMOTIVAÇÃO RELEVANTE À EXASPERAÇÃO DA REPRIMENDACONSEQUÊNCIA DO CRIMEDEMONSTRAÇÃO DE ELEVADO PREJUÍZO MATERIALVIABILIDADE NA ELEVAÇÃO DA PENASEGUNDA FASEATENUANTE DE CONFISSÃOFRAÇÃO PROPORCIONAL E RAZOÁVELQUANTUM MANTIDOPEDIDOS COMUNSALTERAÇÃO PARA O REGIME SEMIABERTOINVIABILIDADEREGIME FECHADO PARA INÍCIO DE CUMPRIMENTO DE PENAMANTIDOCULPABILIDADE, CIRCUNSTÂNCIAS E CONSEQUÊNCIAS DO CRIME VALORADAS NEGATIVAMENTE – SÚMULA N. 719 DO STF – RECURSOS DESPROVIDOSSENTENÇA MANTIDA.

A decisão do juiz da causa de negar o direito ao réu de recorrer em liberdade, garantindo-se a ordem pública, está devidamente fundamentada e com base em elementos extraídos do caderno processual, os quais evidenciam a gravidade da conduta criminosa e a possibilidade de reiteração delitiva. Primeiro recurso: o pleito de que a pena-base deve ser minorada, tendo em vista que não poderiam ser valoradas negativamente as circunstâncias judiciais (maus antecedentes e conduta social), não deve subsistir, devendo ser julgado prejudicado, pois tais circunstâncias foram favoráveis ao réu. Situação idêntica ao concernente ao pedido de reconhecimento da atenuante de confissão, haja vista que fora devidamente reconhecida pela sentenciante. Questão prejudicada. Segundo recurso: no delito de roubo, se a violência empregada é exagerada, sem que as vítimas ofereçam qualquer resistência, sendo que a agressão extrapola os limites do tipo penal, a culpabilidade deve ser valorada negativamente, conforme aferida pela magistrada. Se o prejuízo sofrido pelas vítimas for considerado elevado e concretamente demonstrado nos autos, a consequência do crime pode ser avaliada de forma desfavorável ao agente. Com o reconhecimento da atenuante de confissão, o sentenciante reduziu a reprimenda intermediária à fração de um nono (1/9), ao argumento de que os imputados, em que pese com a confissão não tenham elucidado os fatos na sua inteireza, auxiliaram no seu convencimento, razão pela qual entendo ajustado e razoável a proporção fixada. Se os fundamentos utilizados no decreto condenatório constituírem motivação suficiente a justificar a imposição de regime prisional mais gravoso (Súmula n. 719 do STF), deve ser mantido. (Ap 43800/2018, DES. PAULO DA CUNHA, PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL, Julgado em 07/08/2018, Publicado no DJE 10/08/2018)
Disponível em: https://tj-mt.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/628045578/apelacao-apl-146232820178110055438002018-mt

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 5 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC XXXXX RJ 2017/XXXXX-0

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 7 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC XXXXX SP 2015/XXXXX-0

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 4 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC XXXXX GO 2017/XXXXX-0