jusbrasil.com.br
7 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT - Apelação / Remessa Necessária: APL XXXXX-18.2013.8.11.0052 MT

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
há 6 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

SEGUNDA CÂMARA DE DIREITO PÚBLICO E COLETIVO

Publicação

Julgamento

Relator

ANTÔNIA SIQUEIRA GONÇALVES
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

DIREITO PREVIDENCIÁRIOAPELAÇÃO CÍVEL COM REMESSA NECESSÁRIAAPOSENTADORIA POR INVALIDEZINCAPACIDADE TOTAL E TEMPORÁRIAINCAPACIDADE REVERSÍVEL POR MEIO DE PROCEDIMENTO CIRÚRGICO -INEXISTÊNCIA DE NORMA QUE OBRIGUE O SEGURADO A SE SUBMETER À INTERVENÇÃO CIRÚRGICA – ANÁLISE DAS CONDIÇÕES PESSOAIS - CONFLITO APARENTE DE PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAISPONDERAÇÃO DE VALORES, CONFORME AS PECULIARIDADES DO CASO CONCRETO – PRINCÍPIO DA LEGALIDADE, RAZOABILIDADE, PROPORCIONALIDADE E DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA – ATUALIZAÇÃO DOS VALORESCORREÇÃO MONETÁRIA - INPC ATÉ A VIGÊNCIA DA LEI N. 11.960 de 29/06/2009 APÓS ÍNDICES OFICIAIS DE REMUNERAÇÃO BÁSICA - JUROS DE MORA A PARTIR DA CITAÇÃO VÁLIDA (SÚMULA 204 DO STJ) PELOS ÍNDICES EMPREGADOS A CADERNETA DE POUPANÇA – HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOSARBITRADOS EM PECÚNIA – ARTIGO 20, § 4º DO CPC/73APELO DESPROVIDOSENTENÇA PARCIALMENTE RETIFICADA.


A aposentadoria por invalidez, conforme disposto no artigo 42 da Lei n. 8.213/91, será devida ao segurado incapaz e insusceptível de reabilitação para o exercício de atividade que lhe garante a subsistência, e ser-lhe-á paga enquanto permanecer nesta condição.
Além das condições clínicas do segurado, a baixa escolaridade e a idade avançada tornam inviável a reabilitação profissional, os quais, aliados à constatação da incapacidade, será necessário se conceder a aposentadoria por invalidez.
A realização de ato cirúrgico, além de não ser exigência para concessão do benefício, de acordo com artigo 42 da Lei n.º 8.213/91, é ato que não pode ser exigido pelo INSS, como expressamente dispõe o artigo 101 da mesma Lei.
Correção monetária calculada com base no índice nacional de preços ao consumidor – INPC até o advento da Lei n. 11.960 de 29/06/2009, quando então passará a incidir os índices oficiais de remuneração básica, desde a data em que cada parcela deveria ter sido paga. Juros de mora devidos a partir da citação válida (Súmula n. 204/STJ), pelos índices empregados a caderneta de poupança. O juiz deve arbitrar os honorários, equitativamente e em pecúnia, conforme artigo 20, § 4º do CPC/73, uma vez que a sentença foi proferida antes da vigência do CPC/15.
Disponível em: https://tj-mt.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/867433137/apelacao-remessa-necessaria-apl-10211820138110052-mt

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Notíciashá 12 anos

Súmula admite aplicação da TR em contratos de habitação

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 13 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp XXXXX SP 2007/XXXXX-8

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 14 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação: APL XXXXX SP

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC XXXXX60681730002 MG