jusbrasil.com.br
10 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT - Apelação: APL XXXXX-72.2012.8.11.0002 MT

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
há 7 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

QUARTA CÂMARA DE DIREITO PRIVADO

Publicação

Julgamento

Relator

RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO - ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA - COMPRA E VENDA DE IMÓVEL - PRELIMINAR DE ILEGITIMIDADE PASSIVA - ESCRITURA PÚBLICA OUTORGADA PELOS PRIMITIVOS VENDEDORES - QUITAÇÃO PLENA E IRREVOGÁVEL - REGISTRO NÃO EFETIVADO PELA EMPRESA ADQUIRENTE - POSTERIOR ALIENAÇÃO AO AUTOR - AJUIZAMENTO APENAS CONTRA OS PROPRIETÁRIOS REGISTRAIS/PRIMITIVOS VENDEDORES - OBRIGAÇÃO DE TRANSFERIR A ESCRITURA POR ELES CUMPRIDA - ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM - SENTENÇA REFORMADA - RECURSO PROVIDO PARA ACOLHER A PRELIMINAR, COM INVERSÃO DOS ÔNUS SUCUMBENCIAIS.


O vendedor primitivo, que cumpriu sua obrigação de outorgar a escritura pública de compra e venda, dando plena e irrevogável quitação ao comprador (que deixou de efetivar o registro imobiliário), não possui legitimidade para figurar no polo passivo de ação de adjudicação compulsória ajuizada por quem adquiriu o imóvel deste último, não tendo, portanto, nenhuma relação contratual com aquele.
Alterado substancialmente o decisum, os ônus sucumbenciais devem ser invertidos.
Disponível em: https://tj-mt.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/867492291/apelacao-apl-55247220128110002-mt

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT: XXXXX-05.2021.8.11.0000 MT

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT - APELAÇÃO CÍVEL: AC XXXXX-36.2013.8.11.0003 MT

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: XXXXX-29.2021.8.07.0000 DF XXXXX-29.2021.8.07.0000

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 10 meses

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação: APL XXXXX-10.2014.8.16.0115 Matelândia XXXXX-10.2014.8.16.0115 (Acórdão)

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 5 anos

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação: APL XXXXX PR XXXXX-1 (Acórdão)